Image
Top

 

descrição  description

bar no jardim de diana

O jardim de Diana tem uma situação topográfica particular – é um jardim mirante contido por muros tendo como plano de fundo a linha do horizonte e a extensão da planície Alentejana.

Os enfiamentos visuais são marcados pelo traçado quadripartido dos canteiros e pelas alamedas laterais de árvores.

A noção de centralidade e interioridade é dada pelo maciço arbóreo central formado por Pimenteiros de grande porte que criam uma zona de sombra.

O projecto implanta-se, debaixo do maciço arbóreo central, aproveitando a sombra e o ambiente húmido criado pela vegetação. Deixando livre os deambulatórios circundantes em saibro onde se poderão colocar aleatoriamente mesas e cadeiras da esplanada exterior.

A forma é abstracta para que não privilegie nenhuma direcção e não compita com os enfiamentos e traçados existentes no jardim. O projecto faz referência aos coretos e pequenos pavilhões metálicos existentes nos jardins no sec.XIX. O Pavilhão circular é simultaneamente transparente e reflexivo: a superfície exterior do vidro é um espelho e no interior pode ver-se com transparência o exterior.

O círculo é dividido em 8 partes: quatro partes fixas e quatro partes de abrir que podem rebater. No Inverno o círculo de vidro deve ser abrigo; as paredes de vidro encerram e protegem das intempéries. No Verão o círculo de vidro deve ser brisa e sombra; as paredes de vidro deslizam lateralmente – o pavilhão abre-se e desmaterializa-se.

O edifício reflecte a envolvente próxima do jardim. Espelha a natureza e transforma-se na própria matéria do jardim: como os reflexos das árvores, troncos e folhagem.

 

bar no deposito de água em Évora

Aproveitando a estrutura de um deposito de água que se encontra na zona alta de Évora com situação insólita e particular. O edifício será reflexo do céu. Experimenta-se o efeito de estar dentro de um caleidoscópio com múltiplas vistas sobre Évora.

 

bar in the diana garden

The Diana Garden, next to the Roman Temple of Diana, has a peculiar topographic location – a garden placed on a plinth that is contained by retaining walls, from where one is able to see the Évora cityscape with Alentejo plains on the horizon.

The pavilion lies under the central cluster of trees, taking advantage of the shadow and the cool atmosphere the vegetation provides. It leaves the surrounding paths free, occasionally busy with tables and chairs.

The project concept refers back to the small metallic pavilions and bandstands of the Portuguese nineteenth-century gardens.

The form is deliberately abstract to avoid emphasising any specific direction or competition with the paths and lines in the garden.

The circle is subdivided in fixed and moveable parts that can rebate over the other.

In the winter time the glazed cylinder becomes a shelter; the glass walls enclose and protect from the tempests.

In the summer time the cylinder provides breeze and shadow: the glass walls slide laterally – the pavilion opens and dematerializes.

The circular pavilion is simultaneously transparent and reflective, mirroring nature and becoming an integral part of the garden material.

 

bar at the water tank of Évora

Making use of a disused water tank located at an unusual point high position in the topography of Évora, this building reflects the sky.

We feel like we are in a kaleidoscope with multiple views out over the city.

 

equipa  team

Projecto

2003 

Cliente

Câmara Municipal de Évora

Localização

Évora, Portugal

Área

60m2 bar no Jardim de Diana

60m2 bar no depósito de água de Évora

 

Arquitectura

Arquitectos

Francisco Vieira de Campos + Cristina Guedes

Equipa de Projecto

Fernando Pinheiro, Maria Maltezinho, Pedro Jordão, Oscar Ribas e Ricardo Cardoso

Arranjos Exteriores

João Gomes da Silva 

 

Fotografia

Ricardo Cardoso

Project

2003 

Client

Évora City Council

Location

Évora, Portugal

Area

60 m² bar in the Diana Garden

60 m² bar at the water tank of Évora

 

Architecture

Architects

Francisco Vieira de Campos + Cristina Guedes

Project Team

Fernando Pinheiro, Maria Maltezinho, Pedro Jordão, Oscar Ribas e Ricardo Cardoso

Landscape designer

João Gomes da Silva 

 

Photography

Ricardo Cardoso

.