Igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha

lisboa

++

O valor patrimonial da Igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha (monumento nacional), a sua situação geográfica (centro histórico) e a sua tipologia arquitectónica (igreja salão com espaços anexos)permitem-nos traçar um programa de intervenção que articula restauro e reabilitação, onde a par das intervenções de conservação do interior da igrejas e reabilitam os espaços anexos para novas funcionalidades nomeadamente de âmbito litúrgico, apoio social, cariz museológico, reunião e formação . Neste sentido, o programa visa primordialmente a devolução do conjunto arquitectónico à comunidade, oferecendo-se como um “novo meeting point” do centro histórico.

A intervenção abrangeu uma intervenção generalizada no exterior: coberturas, paredes (rebocos e limpeza de elementos de cantaria),vãos (caixilharias e portas) e elementos metálicos (gradeamentos, passadiço e escadas).

No Corpo Poente, que faz a ligação à rua dos Bacalhoeiros,procedeu-se à instalação de estruturas de painéis em reguado de madeira que concentra as acessibilidades à sacristia e púlpito no piso térreo, e a ligação aos pisos superiores, com a ampliação da escada existente garantindo a ligação programática dos vários pisos. Simultaneamente esta estrutura funciona, no piso superior, como um núcleo museológico revelando as obras de arte existentes:estatuária, pintura, alfaias litúrgicas, paramentos e vestes. O corredor de acesso à rua dos Bacalhoeiros foi recuperado para garantir a acessibilidade à sala polivalente e núcleo museológico fora do horário de funcionamento da igreja assim como foi colocada uma plataforma elevatória para garantir o acesso à mobilidade condicionada. Foram instalados  sanitários de apoio no piso térreo e um sanitário complementar no piso superior. Foi feita a reabilitação do pátio exterior para área técnica e acessos de emergência através da construção de um elemento em estrutura leve metálica que funciona ainda como apoio técnico.

No Corpo Nascente e Torre Sineira procedeu-se à recuperação da antiga sacristia, dotando-a de uma pequena instalação sanitária que ocupa parte do piso 0 da torre sineira e são criadas duas salas de acolhimento/atendimento, gabinete de trabalho e reactivação do percurso de visita à torre sineira; No corpo da Igreja foi feita uma intervenção de restauro do interior da Igreja (restauro de pintura, restauro de pedra,restauro de estuques).

Projecto 2009-2012

Construção 2012-2017

Cliente Confraria de Nossa Senhora de Santa Cruz e Passos

Localização Lisboa,Portugal

Área 911.93m2

Arquitectos Cristina Guedes e Francisco Vieira de Campos

Equipa de Projecto Inês Ferreira, Pedro Costa, Pedro Azevedo,Inês Mesquita, Carla Lourenço, Inês Marinho Batista

Fundações e Estruturas Eng.º Alcides Colaço (E P O Engenharia, Projectos e Obras, Lda.)

Instalações Hidráulicas Eng.º Alcides Colaço (E P O Engenharia, Projectos e Obras, Lda.)

Instalações Eléctricas e Telecomunicações Eng. Vítor Vajão, (Vitor Vajão, Atelier de Eletrotecnica, LDA)

Instalações Mecânicas Eng. Isabel Martins (Pi.s.t.-Projecto e Instalações e de Sistemas Térmicos, Lda.)

Projecto de Conservação e Restauro Dr. Gabriella Casella (Cariátides, Lda)

Projecto Higrotérmico Prof. Eng.º Vasco Freitas (Prof. Eng.º Vasco Freitas, Lda)

Arqueologia Dr. Mulize Ferreira

Restauro de conservação e restauro do património integrado sobre pedra K4 – gestão de património,lda

Restauro de Pintura Mural e Pintura Decorativa Conceição d'Almada Gil

Construtor Manuel Gonçalves (Regolfo)

Fiscalização Engº Henrique Chaves (Edifício Oito, Construção e Engenharia, Lda)

Fotografia José Campos

+conteúdo