Igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha

lisboa

++

O valor patrimonial da Igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha (monumento nacional), a sua situação geográfica (centro histórico) e a sua tipologia arquitectónica (igreja salão com espaços anexos)permitem-nos traçar um programa de intervenção que articula restauro e reabilitação, onde a par das intervenções de conservação do interior da igrejas e reabilitam os espaços anexos para novas funcionalidades nomeadamente de âmbito litúrgico, apoio social, cariz museológico, reunião e formação . Neste sentido, o programa visa primordialmente a devolução do conjunto arquitectónico à comunidade, oferecendo-se como um “novo meeting point” do centro histórico.

A intervenção abrangeu uma intervenção generalizada no exterior: coberturas, paredes (rebocos e limpeza de elementos de cantaria),vãos (caixilharias e portas) e elementos metálicos (gradeamentos, passadiço e escadas).

No Corpo Poente, que faz a ligação à rua dos Bacalhoeiros,procedeu-se à instalação de estruturas de painéis em reguado de madeira que concentra as acessibilidades à sacristia e púlpito no piso térreo, e a ligação aos pisos superiores, com a ampliação da escada existente garantindo a ligação programática dos vários pisos. Simultaneamente esta estrutura funciona, no piso superior, como um núcleo museológico revelando as obras de arte existentes:estatuária, pintura, alfaias litúrgicas, paramentos e vestes. O corredor de acesso à rua dos Bacalhoeiros foi recuperado para garantir a acessibilidade à sala polivalente e núcleo museológico fora do horário de funcionamento da igreja assim como foi colocada uma plataforma elevatória para garantir o acesso à mobilidade condicionada. Foram instalados  sanitários de apoio no piso térreo e um sanitário complementar no piso superior. Foi feita a reabilitação do pátio exterior para área técnica e acessos de emergência através da construção de um elemento em estrutura leve metálica que funciona ainda como apoio técnico.

No Corpo Nascente e Torre Sineira procedeu-se à recuperação da antiga sacristia, dotando-a de uma pequena instalação sanitária que ocupa parte do piso 0 da torre sineira e são criadas duas salas de acolhimento/atendimento, gabinete de trabalho e reactivação do percurso de visita à torre sineira; No corpo da Igreja foi feita uma intervenção de restauro do interior da Igreja (restauro de pintura, restauro de pedra,restauro de estuques).

Projecto

2009-2012

Construção

2012-2017

Cliente

Confraria de Nossa Senhora de Santa Cruz e Passos

Localização

Lisboa,Portugal

Área

911.93m2

Arquitectos

Cristina Guedes e Francisco Vieira de Campos

Equipa de Projecto

Inês Ferreira, Pedro Costa, Pedro Azevedo,Inês Mesquita, Carla Lourenço, Inês Marinho Batista

Fundações e Estruturas

Eng.º Alcides Colaço (E P O Engenharia, Projectos e Obras, Lda.)

Instalações Hidráulicas

Eng.º Alcides Colaço (E P O Engenharia, Projectos e Obras, Lda.)

Instalações Eléctricas e Telecomunicações

Eng. Vítor Vajão, (Vitor Vajão, Atelier de Eletrotecnica, LDA)

Instalações Mecânicas

Eng. Isabel Martins (Pi.s.t.-Projecto e Instalações e de Sistemas Térmicos, Lda.)

Projecto de Conservação e Restauro

Doutora Gabriella Casella (Cariátides, Lda)

Projecto Higrotérmico

Prof. Eng.º Vasco Freitas (Prof. Eng.º Vasco Freitas, Lda)

Arqueologia

Drª Mulize Ferreira

Restauro de conservaçãoe restauro do património integrado sobre pedra

K4 – gestão de património,lda

Restauro de Pintura Mural e Pintura Decorativa

Conceição d'Almada Gil

Construtor

ManuelGonçalves (Regolfo)

Fiscalização

EngºHenrique Chaves (Edificio Oito, Construção e Engenharia, Lda)

Fotografia

José Campos

+conteúdo