bairros contumil e pio XII

porto

++

Unidade e Variação

O projecto de requalificação urbana dos Bairros de Contumil e Pio XII tratam do que se pode definir como “casa pública”. Investe por isso no “prolongamento” da vida para o espaço colectivo, trabalhando de forma intencional esse limiar entre interior e exterior, entre privado e público.

Esta intervenção ganha um significado excepcional pela natureza do lugar onde se realiza, um conjunto desqualificado e degradado, bairros sociais dos anos 70. A “estratégia de desenho urbano” responde a um território difícil de grande adversidade, onde intervir no espaço colectivo implica perceber os limites entre desenho e realidade, entre criatividade e pragmatismo.

Limpando as “apropriações indevidas” do espaço comum e organizando o estacionamento, o projecto propõe uma “solução uniformizadora” de extrema economia e simplicidade, que procura resolver num “gesto só” toda a complexidade inerente à redefinição dos traçados e suas variantes. Tudo se resolve com um conjunto “tipificado” de peças de betão pré-fabricado, princípio traduzido numa ideia de unidade construtiva, funcional e poética do espaço colectivo. Mas como “peça” obrigada a adaptar-se a uma diversidade de situações, compreendendo “talude, muro de contenção, banco, guarda, escada, rampa, passeio, guia e contraguia”, tudo se joga na capacidade de “disseminar alternativas ao desenho conforme as solicitações”.

Como característica central, a “uniformização” e a “regra” dos elementos subentende necessariamente a “variação” e a “subversão” nos processos, concretizando e expandindo as possibilidades do “módulo”. Os resultados avaliam-se por isso tanto nas qualidades espaciais e ambientais propostas como no rigor e na sistematização da operação e economia de custos.

A intervenção em Contumil demonstra “não disciplinar nem desenhar demasiado”, dando aos habitantes “espaços quase cenográficos com muitas possibilidades”.

*Pedro Pacheco in Falemos de Casas: entre o Norte e o Sul, catálogo Trienal de Arquitectura de Lisboa 2010

Concurso

2004 (1º prémio)

Projecto

2004 (Pio XII) | 2004-2006 (Contumil)

Construção

2006-2007 (Pio XII) | 2006-2008 (Contumil)

Cliente

GOP – Gestão de Obras Públicas, EM da CMP

Localização

Bairro de Contumil + Bairro Pio XII, Porto, Portugal

Área

Bairro de Contumil 57.000m² + Bairro Pio XII 13.000m²

Arquitectos

Cristina Guedes e Francisco Vieira de Campos

Coordenador de Projecto

Cristina Guedes

Equipa de Projecto

Ana Matias, Vânia Maia, Adalgisa Lopes, Cristina Maximino, Luís Campos, Nélson Cambão, Pedro Monteiro, Cláudia Costa, Pedro Jordão

Estruturas

Eulália Soares – Newton-C, Lda

Arruamentos, Pavimentações e Sinalização

Graça Azevedo, Renato Lourenço

Instalações e Equipamentos Eléctricos, Segurança e Telecomunicações

Raul Serafim – AFAssociados, SA

Rede de Drenagem de Águas Pluviais, Residuais e Abastecimento de Água

Catarina Capitão

Arranjos Exteriores e Áreas Ajardinadas

Guedes + de Campos, Manuel Pedro Melo

Design de Comunicação

Francisco Providência

Construtor

ACA, SA

Fiscalização

Cotefis, SA

Fotografia

Fernando Guerra (FG+SG)

+conteúdo